• Psicooncologia


    Atendimento para Homens e Mulheres (Unidades Específicas)

    Tratamento com e sem internação

    Especialistas em Investigação de Comorbidades

    Tempo de tratamento individualizado

    Unidades de Internação credenciadas a Convênios Médicos


    MAIS SOBRE +


    QUESTÕES MAIS FREQUENTES EM PSICO-ONCOLOGIA

    1) O Que a Psico-oncologia pode fazer pelo paciente que acaba de receber o diagnóstico de câncer?
    Neste momento, o paciente sente muito medo e na maioria das vezes associa o diagnóstico à morte.A depressão também aparece com frequência. Estudamos juntos o "caso", preparamos o paciente para os próximos passos ( quimioterapia, radioterapia, cirurgia,...)Trabalhamos o medo da morte (que todos temos, mas ele aumenta neste momento) e buscamos juntos a força da Vida.

    2) O que fazer com o paciente que enfrenta o "desgaste" de um tratamento prolongado?
    Fazemos uma avaliação de vida, salientamos os momentos de vitória no passado, traçamos metas para o futuro e vamos buscar Esperança.

    3) O que deve mudar na vida de um paciente de câncer?
    Tudo aquilo que não estiver do seu agrado. Se a meta é ser feliz, nada justifica uma vida sem prazer.

    4) Que técnicas se usa com o paciente de câncer?
    Trabalhamos com a visualizacão do sistema imunológico se defendendo e atacando as células cancerígenas, relaxamento e meditacão, acompanhamento de familiares e cuidadores, melhora na qualidade de alimentação(muitas vezes com nutricionistas), sugestão de exercícios físicos (academias, fisioterapias, yoga, etc.)buscando um quadro de melhora como um todo.

    5) É necessário o acompanhamento familiar?
    Não só necessário como fundamental, família, parceiro(a), filhos, irmãos, pais, amigos, enfim, as pessoas próximas. Assim também como uma troca multidisciplinar com os profissionais envolvidos no processo. Forma-se um "mutirão de ajuda".

    6) A psico-oncologia cura o câncer?
    A psico-oncologia tem um papel muito importante na cura, o de restaurar a auto-confianca do paciente, a esperança e o desejo de lutar, pois sem esses fatores; sem que o paciente queira viver, não há cura!

    Saiba mais sobre tratamentos: Voluntário e Involuntário

    Saiba mais sobre nossas especialidades

Nossos Tratamentos