Fale Conosco

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

TRATAMENTOS

Unidades e Profissionais
Especializados

Tratamento COM INTERNAÇÃO

(Voluntário ou Involuntário)

Tratamento intensivo e que pode ser modular de acordo com a demanda do paciente.


Atendimento Psicológico e Psiquiátrico

Sessões de Sonoterapia

Educação Física diária

Arte Terapia

Grupos Terapêuticos Intensivos (PsicoEducativos e Treinamentos)

Investigação de Comorbidades (diagnósticos)

Tratamento SEM INTERNAÇÃO

(Voluntário)

Tratamento modular (de acordo com o quadro do paciente), composto por:


Atendimento Psicológico e Psiquiátrico

Indicação de Testes de Personalidade

Coaching

Medicina Integrativa

Treinamento de Habilidades Sociais com AT

Tempo de Tratamento: Individualizado

Etapas: Desintoxicação + Conscientização + Treinamento Ressocialização

Nossos Diferenciais

Projetos Terapêuticos Adicionais
(Propostas Modulares de Tratamento)

Medicina Integrativa

Teste de Rorschach

Sonoterapia

Terapia Familiar

Acompanhamento Terapêutico

Tratamento Modular

conceito

Consiste em estruturar as necessidades individuais de cada paciente de acordo com as várias técnicas e manobras terapêuticas existentes, acessórias a um Tratamento Intensivo com Internação ou na modelagem do Tratamento sem Internação.

Teste de Rorschach

Atendimento para Homens e Mulheres

Atendimento de pacientes em internação ou sem internação


MAIS SOBRE +


O teste de Rorschach pode ser aplicado dentro da unidade de internação ou em consultório externo. Importante alertar que aprofissional que aplicar o Teste de Rorschach deve ter a devida especialização.

O Teste de Rorschach é um teste psicológico projetivo desenvolvido pelo psiquiatra suíço Hermann Rorschach. O teste consiste em dar possíveis interpretações a dez pranchas com manchas de tinta simétricas. A partir das respostas, procura-se obter um quadro amplo da dinâmica psicológica do indivíduo.

A prova de Rorschach pode ser aplicada em qualquer pessoa (desde que tenha condições de se expressar verbalmente e que tenha suficiente acuidade visual), de qualquer faixa etária e qualquer nível sócio-econômico e cultural. Como o propósito do exame é verificar a estrutura e a dinâmica da personalidade de cada examinando em particular, indicando não só as dificuldades, mas também os recursos positivos, não existem respostas certas ou erradas, pois as pessoas são diferentes e emitem respostas diferentes. 

Na prática comum, na área clínica, a Prova de Rorschach tem se mostrado muito fecunda para a avaliação do paciente em casos em que urge um pronto e preciso referencial teórico, como podem ser, por exemplo, os casos de questões ligadas à necessidade de indicação medicamentosa ou de algum aconselhamento familiar específico.

Em Neuropsicologia, o teste de Roschach permite a elucidação de questões práticas ligadas aos processos psíquicos superiores e suas relações com os sistemas cerebrais, ampliando ou justificando a melhor opção quanto aos demais testes neuropsicológicos. Na orientação vocacional, revela as motivações inconscientes em conflito, esclarecendo a natureza das dificuldades que estão implicadas na escolha profissional.

O teste coloca à prova as funções psíquicas de percepção, atenção, julgamento crítico, simbolização e linguagem. Concomitantemente à execução dessas funções psíquicas na avaliação das hipóteses frente às manchas, os processos psíquicos afetivo-emocionais, motores-conativos e os cognitivos concorrem para a formulação final da resposta. As respostas ao Rorschach, portanto, revelam o status da representação da realidade em cada indivíduo, trazendo dados a respeito do desenvolvimento psíquico, das funções e sistemas cerebrais, dos recursos intelectuais envolvidos na construção das diferentes imagens, das articulações intra-psíquicas e da natureza das relações interpessoais.

Como a Prova de Rorschach avalia a dinâmica de personalidade particular de cada pessoa, pretende contextualizar os distúrbios psíquicos, compreender o valor e o significado de um sintoma clínico e orientar para o tratamento mais adequado.

Cumpre lembrar novamente que é impossível traçar todas as possibilidades de utilização deste instrumento de diagnóstico da personalidade da mesma maneira que se mostram ilimitados os caminhos que a natureza humana encontra para sua expressão.

Veja maisSaiba mais sobre Nossas Especialidades

Veja maisSaiba mais sobre tratamentos: Voluntário e Involuntário

voltar para Tratamentos

 

Visitem nosso twitter Veja nossos vídeos