• Tratamento Familiar

    (01) ORIENTAÇÃO FAMILIAR

    Acolhemos os familiares de pacientes em Orientação Familiar, reunião de grupo quinzenalmente ou semanalmente, de acordo com as demanadas, em nosso Ambulatório  (Taboão da Serra | SP).

    Neste encontro, ocorre uma significativa partilha de sentimentos entre os familiares presente e a cada encontro é conduzido um tema específico, a exemplo de: (i) dependência química, (ii) co-dependencia, (iii) comorbidades, (iv) pós internação, (v) o papel da psicologia na internação, (vi) assertividade e outros.

    Estes encontros são gratuitos e abertos para todos familiares.

    (02) TERAPIA FAMILIAR

    Contamos também como especialistas em Terapia Familiar para uma abordagem individualizada. Nesse sentido, a Terapia Familiar é um método desenvolvido pelo Grupo de Terapeutas da Escola de Milão, tendo sido aperfeiçoada por seus precursores e que difere de algumas abordagens terapêuticas porque visa o tratamento do paciente inserido no contexto familiar e social.

    É uma proposta terapêutica para lidar com o sofrimento do sistema familiar decorrente do adoecimento das relações interpessoais entre seus membros. A metodologia utilizada é a Psicodramática-Sistêmica Construtivista que visa a ressignificação da história familiar, através de técnicas verbais, psicodramáticas e comportamentais, dando ênfase à saúde da família. Baseia-se no fato de que quando a comunicação funcional e ativa dá lugar ao silêncio (comunicação disfuncional), o sistema familiar adoece.

    Restabelecendo a comunicação funcional a família evolui em seus diversos ciclos de vida, tendo a possibilidade de seus membros crescerem diferenciados e com autonomia. Na visão sistêmica o individuo não é visto de forma isolada, ou seja, considera-se que o doente (Paciente Identificado) é apenas um porta-voz de uma doença que está a serviço da manutenção da disfunção relacional no sistema familiar.

    Através do processo de Terapia Familiar podemos ressignificar crenças disfuncionais, desconstruir mitos, conscientizar seus membros de seus adoecimentos relacionais e instrumentalizá-los a fim de que possam modificar seus comportamentos tornando-se independentes, criativos e espontâneos, promovendo uma comunicação saudável. O Terapeuta Familiar é visto como um agente facilitador para que tais mudanças ocorram. Sua postura é ativa, interagindo com a família e direcionando para que a mesma possa desconstruir antigos paradigmas.

    Este processso é conduzido em consultórios externos ou na própria unidade de internação e tem custo de honorários por sessão.

    Procedimentos:

    A Terapia Familiar poderá ser realizada semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente de acordo com a disponibilidade da família ou sua evolução no processo terapêutico, com duração de uma hora cada sessão.

    O processo é dividido em etapas:

    1. Histórico da Família e relacionamento familiar.

    2. Psicoeducação (Como lidar com os sintomas da doença do PI(Paciente Identificado).

    3. Genograma (estudo de gerações, visando a compreensão da doença familiar).

    4..Inclusão do paciente e intervenções terapêuticas, visando a mudança da comunicação e do funcionamento das relações familiares.

    5. Trabalho de Rêdes (visando a reinserção do paciente no ambiente social e familiar)

    6. Prevenção de Recaída e Planejamento de Vida Familiar.

    É importante ressaltar que a Terapia Famíliar é um tratamento coadjuvante e não substitui o tratamento psiquiátrico e medicamentoso, no caso de Transtornos Mentais.

    Há necessidade de processo psicoterapêutico individual a fim de que o paciente possa ter um espaço para tratar de suas dificuldades individuais.

    Saiba mais sobre tratamentos: Voluntário e Involuntário

    Saiba mais sobre nossas especialidades

Nossos Tratamentos